Programa Crédito Solidário oferece financiamento para reforma de casas.

Programa Crédito Solidário oferece financiamento para reforma de casas.

Os beneficiários da assistência técnica pública e gratuita do Programa de Moradia Econômica, agora podem contar com financiamento de materiais de construção e mão de obra para efetuar obras de conclusão e reforma de seu imóvel, utilizando para isso recursos do Governo Federal de até 15 mil reais e que podem ser quitados em até 20 anos, sem incidência de juros.

Essa iniciativa faz parte da campanha “Trazer mais bem-estar ao seu lar”, que tem o objetivo de trazer melhorias a moradias já existentes, onde profissionais de engenharia e arquitetura identificarem a necessidade de reformas, para melhorar aspectos de salubridade, ventilação, insolação, cobertura, segurança da edificação, instalação hidráulico-sanitárias, entre outros.

 

Através do Instituto Soma, serão requisitados recursos financeiros para grupos de interessados, através do programa habitacional “Crédito Solidário” do Ministério das Cidades, operado pela Caixa Econômica Federal, destinado às famílias de baixa renda.

O Instituto Soma está credenciado pelo Ministério das Cidades e pela Caixa Econômica Federal para atuar como Entidade Organizadora e, desde julho de 2011, desenvolve, em parceria com o Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo e apoio da Prefeitura Municipal de Bauru a assistência técnica pública e gratuita, através do Programa de Moradia Econômica.

O Crédito Solidário é um programa que vem complementar o Programa de Moradia Econômica no sentido de permitir o financiamento de materiais de construção e mão de obra, necessário para o morador concluir a casa que já ocupa e que se encontre inacabada e também promover reformas destinadas a corrigir inadequações ou sua ampliação em caso de aglomeração excessiva de moradores.

A renda mensal familiar para enquadramento no programa “Crédito Solidário” se encontra limitada a 1600 reais, sendo que na primeira fase do programa terão preferência famílias com renda de até 1125 reais. As famílias não poderão ter outro imóvel e devem residir em Bauru há mais de um ano.

Uma das possibilidades oferecidas para garantia de pagamento do financiamento junto a Caixa Econômica Federal, nos casos que não for possível a hipoteca do imóvel, é a de que cada beneficiário apresente dois outros beneficiários como fiadores. Tal ideia trouxe o nome para o programa: “Crédito Solidário”.

Existe ainda a possibilidade de se utilizar recursos do programa para custear gastos de legalização do imóvel perante o Cartório de Registro de Imóveis, ou seja, custos referentes à averbação da área construída e transferência de propriedade, se for o caso.

O imóvel para ser enquadrado no programa deve ter área construída inferior a 100 metros quadrados e deve apresentar algum tipo de inadequação e que requeira alguma melhoria habitacional segundo critérios estabelecidos pelo Ministério das Cidades. Assim, não é qualquer tipo de reforma que pode ser executada pelo programa e sim aquelas que promovam ganho nas condições de habitabilidade e conforto da moradia.

Para imóveis cujas intervenções para reforma sejam de menor porte poderão, alternativamente, contar com a mão de obra de pedreiros e encanadores do próprio Instituto Soma e sem ônus para os beneficiários, nestes casos, arcando apenas com os materiais de construção.

Como primeira etapa, o Instituto Soma abriu as inscrições de interessados para formação de grupos de 10 famílias, residentes na Zona Leste de Bauru, ou seja, cujos imóveis devam se situar em um dos seguintes bairros dos Setores de Planejamento 10 e 11 da cidade: Aimorés, Tangarás, Country Club, José Regino, Julio Nóbrega, Manchester, Nova Bauru, Otávio Rasi, N.Hab. Pastor Arlindo, N.Hab. • Paulista, Pq. Santa Teresinha, Pq. Jd. das Orquídeas, Ferradura Mirim, Cecap, Bom Samaritano, Jd. Rosas do Sul, São Jorge, Galvão, Alvorada, Santo Antonio, Luiggy, Brunhari, Planalto, , Regina, Monlevade, Jardim Carolina, Vila Coralina, Jardim Contorno, Jd. Cruzeiro do Sul, Engler, Geisel, Guadalajara, Marambá, Nicéia, Parque Paulistano, Redentor, Samburá, Santos Dumont e adjacências.

Para os beneficiários da assistência técnica gratuita, moradores da Zona Leste, na medida que tiverem seus projetos de regularização aprovados pela Prefeitura poderão vir a integrar os grupos que estiverem sendo formados.

Moradores de outras regiões da cidade poderão fazer o pré-cadastro de reserva, para que sejam avisados quando da abertura de inscrições para grupo de interessados de seu bairro.

Os interessados em “trazer mais bem-estar ao seu lar” devem comparecer na sede do Instituto Soma, Rua Araújo Leite, 20-32, fone (14) 3206-8024, levando cópia de seus documentos: RG, CPF, comprovante de residência com pelo menos 1 ano, comprovante de renda, cópia da matrícula e escritura ou contrato de compra do terreno .

Veja nos links:

http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/tem-noticias-1edicao/videos/t/edicoes/v/credito-solidario-oferece-financiamento-para-construcao-de-imoveis/2277828/

http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/bom-dia-cidade/videos/t/edicoes/v/credito-solidario-oferece-financiamento-para-construcao-de-imoveis/2277348/

http://globotv.globo.com/tv-tem-interior-sp/bom-dia-cidade-bauru/v/programa-oferece-visita-tecnica-gratuita-para-quem-esta-construindo-ou-reformando-casa/2366574/

http://globotv.globo.com/tv-tem-interior-sp/tem-noticias-2a-edicao-baurumarilia/v/programa-do-governo-ajuda-a-regularizar-imoveis-em-bauru-sp/2365797/

http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2012/03/programa-auxilia-na-conclusao-da-casa-propria-em-bauru-sp.html

http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2013/01/programa-do-governo-ajuda-regularizar-imoveis-em-bauru-sp.html